English French Italian Portuguese Spanish

 

JoaodoCarmo

O Secretário Geral do PAICV João do Carmo cumpriu 5 dias de visita e contactos em Rhode Island e Massachussets, tendo da agenda constado encontros com as estruturas de base do seu partido e os primeiros secretários dos quatro sectores do PAICV nos EUA.

João do Carmo explicou que o objectivo era o de contactar as estruturas de base do partido, conhecer as dificuldades e implementar uma nova dinâmica tendo em conta a necessidade de o PAICV acelerar a sua velocidade rumo às eleições de 2016.
De momento, a prioridade era eleger o primeiro secretário do PAICV para o sector de Brockton tendo aproveitando para felicitar os dois candidatos, enaltecendo a postura democrática tanto o vencedor João Brito de Pina como do vencido Agnelo Montrond e a forte adesão dos militantes.
O próximo passo é elaborar as listas para as próximas legislativas ouvindo todos os militantes e as diferentes sensibilidades.

Como tem gerido as diferentes sensibilidades dentro deste partido em transformação? Primeiro houve as sequelas das presidenciais que dividiu o partido em apoiantes do Dr. Aristides Lima e o Engenheiro Manuel Inocêncio.
Agora o partido dividiu de novo, desta feita, entre apoiantes da Dra Janira Hopffer Almada (JHA) e apoiantes nomeadamente do Dr. Felisberto Vieira
"Após o último congresso, com a eleição da Presidente do PAICV, a Dra. JHA passou a ser a presidente de todos os militantes", disse-nos o SG do PAICV garantindo que existe, neste momento, um clima de tranquilidade e não há divisão no seio do partido. Caminha-se para uma articulação cada vez mais perfeita.

A própria presidente Janira H. Almada tem se deparado com alguns conflitos em determinadas tomadas de posição.
Como tem realçado a imprensa, a revisão do estatuto dos titulares de cargos políticos, coloca a direcção do PAICV, liderado por Janira Almada, e a bancada parlamentar, presidida por Felisberto Vieira, em trincheiras opostas, este ultimo dizendo que já havia um consenso para a aprovação deste estatuto, com o proprio primeiro Ministro José Maria Neves? Isto não causa uma friçcão dentro do partido?

Desde o início, a Presidente do partido assumiu uma postura que é aquela que formalmente o PAICV defende. A Dra. Janira Hopffer Almada posicionou-se contra a aprovação dos estatutos dos titulares dos cargos políticos alegando o momento inoportuno para o fazer, respeitando, no entanto a autonomia do grupo parlamentar.

Tem merecido alguma contestação o facto de a Janira ser membro do governo chefiado pelo primeiro ministro José Maria Neves e ao mesmo tempo ser Presidente do PAICV. É algo imcompatível?

Normalmente o presidente do partido ocupa o cargo de primeiro ministro. Há uma situação nova, explica o SG do PAICV. " Neste momento o chefe do governo entendeu que á altura de se lugar a uma nova geração de políticos no PAICV, partido esse que tem a capacidade de se renovar ao longo dos tempos, preparando uma nova plataforma eleitoral rumo à IV legislatura".

Sobre a Dra. Janira Hopffer Almada, há quem pense que ainda é jovem para assumir os destinos do país, e outros que pensam que é lider ideal por se tratar de uma jovem dirigente que traz sangue novo ao seu partido e governação do país. Qual é a mensagem que consegue passar aos apoiantes do PAICV e aos indecisos para as próximas eleições?

"Os destinos de Cabo Verde é a sua juventude. Cabo Verde é um país com uma população extarordinariamente jovem e em que em todos os momentos importantes de Cabo Verde a juventude esteve à frente.
Quando Amílcar Cabral criou o PAIGC, o partido de luta pela independência da Guiné e Cabo Verde, era jovem. O comandante Pedro Pires aquando da luta pela independência nas matas da Guine Bissau também era um jovem. O comandante Pedro Pires ao assumir os destinos de Cabo Verde em 1975 era, também, um jovem.
Se lembrarmos, o Dr. José Maria Neves quando em 2001 assumiu os destinos de Cabo Verde era um jovem.
Neste momento o PAICV, naturalmente, num processo democrático e com uma eleição directa nas bases do partido, entendendo que das três candidaturas, a candidatura desta jovem mulher com uma visão de futuro tem todas as condições de dirigir os destinos do futuro que são os destinos de continuidade do PAICV para debelar novos desafios que precisa vencer em Cabo Verde".

Tanto o MpD como a UCID, consideram que o seu partido ao fim de três mandatos esgotou as soluções para o desenvolvimento do país.
Até que ponto este desgaste poderá ser preponderante para as eleições?

Foram três legislaturas, 15 anos de muitos sucessos para a governação do PAICV liderado pelo Dr. José Maria Neves, respondeu o SG do PAICV em jeito de balanço, concluindo que:
"Chegou o momento de mudança de ares, não que JMN entendeu que tenha falhado mas sim por entender que é o momento para novos projectos pessoais.
Mas felizmente porque o PAICV tem dado provas de, em momento importantes do desenvolvimento do país, surgir novas gerações, novas lideranças de pessoas com capacidade de enfrentar novos tempos, novos desafios.
Três legislaturas podem ser cansativo e foram-no porque levaram-se a cabo vários projectos de infra-estruturação do país. "Precisamos de uma política económica que vai alavancar o sector empresarial com uma nova política monetária. Entendemos que esta nova direcção está em condições de preparar esta visão para novos tempos em Cabo Verde".

A Regionalização é um assunto em debate neste momento em Cabo Verde.
Vista como uma forma de se descentralizar do governo e dar mais autonomi às ilhas e/ou a regiões do país. Mas não se trata da independência das mesmas. Até porque existem críticas quanto a uma maior concentração de desenvolvimento numa das ilhas - Santiago.

"O governo organizou uma cimeira de dois dias sobre esta matéria tendo chegado à conslusão que deve-se aprofundar o municipalismo em Cabo Verde. O PAICV é a favor do aprofundamento deste debate, sem que se tire dividendos de nenhum momento específico, pois qualquer decisão sobre o tipo de regionalização, pode ser irreversível. As consequências, se mal tomadas, podem ser graves para Cabo Verde.
O PAICV não é contra a regionalização mas sim a favor do aprofundamento de estudos dos impactos dos diferentes tipos de regionalização:
Regionalição-Plano, Regionalização Adminsittartiva ou Regionalização Política.

João do Carmo, na qualidade de Secretário Geral do PACV presidiu à Conferência do Sector de Brockton do PAICV que elegeu João Brito de Pina com 124 dos 198 votos contra os 74 votos de Agnelo Armando Montrond, no passado domingo dia 21. Uma conferência assistida por quase 250 militantes e simpatizantes do partido da estrela negra que desafiaram a chuva que caiu nesse dia, para exprimir seu veredicto nas urnas.

 

Side Bar Banner 01
Side Bar Banner 03

Featured VILLA for Rent - Praia

JM PALACE: PERFECT FOR LARGER GROUPS
 featured jm

WEEKLY RENTAL of a large 10+ rooms villa fully furniture for as low as $24pp per night. Perfect for large groups and longer stays.