English French Italian Portuguese Spanish


pano di terra

Sulada. É assim que se designa uma das peças mais importantes da indumentária da mulher rural cabo-verdiana. Uma peça de pano, geralmente com cerca de dois metros de cumprimento e um de largura. No passado era feito de tecido próprio, comprado nas casas de alfaiataria. Hoje já chegam prontas, vendidas nas feiras e noutros pontos de venda.

Não há dados de quando esta peça começou a ser usada. Talvez uma herança das escravas que aportaram a ilha, já que por toda a África o pano é a peça fundamental do vestuário feminino.

Geralmente usado na cintura, esta peça que realça as curvas da mulher santiaguense.

O seu uso é incentivado nos primeiros anos da adolescência. Era assim que se assinalava a ruptura com o universo infantil.

Esta peça simples assume um papel versátil no vestuário da mulher cabo-verdiana. É o principal aliado da mulher em todas as horas do seu dia. Desde que acorda até que termina as suas tarefas diárias.

Logo de madrugada quando se levanta para buscar agua ou pilar o milho para o cuscuz do pequeno-almoço, é com esta peça que se abriga do frio matinal. Ao longo do dia usa o pano para apertar o ventre, para que o esforço físico das tarefas diárias não surta efeitos negativos na preciosa saúde feminina. Quando é também preciso, o pano serve de suporte para transportar o bebé às costas e tentar adormecê-lo enquanto se dá continuidade aos afazeres.

Nas colheitas é transformado num grande avental, onde são guardados alguns dos produtos recolhidos.

O pano é também uma peça de resguardo. Quando se senta em grupo a mulher santiaguense recorre ao pano para cobrir os joelhos e evitar qualquer tipo de exposição. Para amamentar em público, a sulada preserva também intimidade da mãe e do bebé. A sulada ou pano marca ainda presença nos momentos de lazer. No batucu é peça chave para o momento do torno.

E há panos de várias categorias. Desde os mais simples usados no dia-a-dia aos mais finos e requintados, usados em ocasiões especiais e cerimónias nobres.

E de todos, o mais nobre é o pano de obra ou panu di tera. Uma peça artesanal repleta de valor cultural e de alto valor monetário. Ter um pano de obra é sinal de proeminência e estatuto social e envergá-lo à cintura tem um significado muito além do estético.

Hoje, com a massificação da comercialização dos tecidos africanos, a sulada ganhou diferentes formas e cores. Jovens, adultas e idosas envergam-na com orgulho e desfilam graciosas os seus panos, escolhidos à medida dos gostos e personalidades de cada uma.


 

Side Bar Banner 01
Side Bar Banner 03

Featured VILLA for Rent - Praia

JM PALACE: PERFECT FOR LARGER GROUPS
 featured jm

WEEKLY RENTAL of a large 10+ rooms villa fully furniture for as low as $24pp per night. Perfect for large groups and longer stays.